*** Sanctus...Sanctus...Sanctus ***

sábado, 10 de dezembro de 2016

...em cada advento.

Se muitos entendessem a cura tão simples para os males do coração que representa um sorriso, nem o oceano do amor poderia impedir essa força do sorriso, só o abraço do Pai pode abarcar tal grandeza em nós.

O amor é a única força que pode unir uma família, o resto são apenas caminhos para o amor alma que abraço no Pai. Precisamos de amar só isso amar profundamente e até à eternidade.


Sim que seja feita a Sua vontade, sabes que será sempre o melhor para os seus filhos, ou qual o pai que oferta pedras ao filho quendo este lhe pede pão?.


Não precisas de ofertar nada ao pai, agora só precisas apenas deixar-te abraçar, verás o quanto desejarás depois abraçar os que esperam por ti nos caminhos do amor também.


Morre e resuscitar como todos os adventos, sempre foi para este barro essa condição de peregrino das obscuridades ainda que no nascer de um salvador encontro sempre a resurreição mais perto em cada advento, ese é o presente que sempre recebo.



O Advento que é nascimento é morte na vida de um monge, para que haja mais espaço para os pobres do amor no presépio

e o presépio não é mais que o coração do Pai, amado.


domingo, 4 de dezembro de 2016

flores dos átrios do Pai...

Se o barro pode embelezar a tua vida com as flores dos átrios do Pai, que são as graças divinas, então aceita esta presença humilde, alma que abraço no Pai.


Se conseguir tocar na tua alma com as mãos do Pai, que acariciam a todos, já silenciei suficiente no coração o teu amor por ELE.


Ao caminhar entre os vales das lágrimas recolhidas nos rostos tristes dos que caminham, sinto a alma refrescar a sede da ausência do AMOR do Pai.


Pomba da Paz, o teu lugar á mesa do Pai espera, não peças as migalhas se o direito de filiação no pai já te faz uma Irmã de Jesus na totalidade.


Sempre os eternos mendigos, o pai oferta a sua divindade no Filho e o que colhemos apenas da mesa da sua graça, o que nos chega para matar a fome, em vez de acolhermos o TODO.


Filha, aceita não impeças o amor de fazer de ti uma Filha de Deus, podes e és divina, fazes parte da familia de Deus definitivamente e gratuitamente.


Sede Santos como Eu, aí está a resposta e a oferta do pai a SANTIDADE ao alcançe de todos sem excepção.


A flor não nasce antes da planta que a germina, assim é a palavra do Pai, sim, colhe lentamente o sabor do fruto e será um alimento forte para a tua alma.


O Pai apenas bate á porta , jamais força a abertura, as tuas mãos têm que encontrar a força e a coragem para abrir ao desconhecido eterno

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Respirar a paz.

Respirar a paz.Respirar a quietude da voz que chega no sopro do Espírito.


Pomba da Paz, vivemos com os pés na terra, com todas as nossas misérias, e isso não deve surpreender-nos. As montanhas e os vales são uma constante, o importante é caminharmos sem recuos o Pai estará dando o empurrão.

Sejam fortes e corajosas O Pai sabe de tudo e orem por todos.

Pai em tuas mãos entrego aqueles que me entregastes, cuida deles

sábado, 29 de outubro de 2016

Na aurora da esperança...


Pode a noite opôr-se ao dia? Pode a madrugada dizer não à aurora? Pode o Pai deixar de acolher se o próprio amor o aprisiona como Prisioneiro do Amor no sacrário


Na aurora da esperança que um novo dia comece de paz , e os ódios não mais trespassem as mãos dos frágeis e dos esquecidos do silencio dos egoísmos humanos.

Os joelhos doridos não podem elevar os olhos dos que deixaram de olhar em frente para a Esperança, mas, a alma pode ainda erguer-se aos céus e clamar por perdão pelos homens que desejam matar, Pai perdoa-nos.



A oração não é a chave que abre a porta do Pai, ela é a própria presença do Pai e Filho em nós.

As ondas são fortes e derrubam qualquer humano, mas a barca que leva o Mestre é refúgio seguro, porto seguro na tribulação.



O Pai acolhe e indica outros caminhos, encontrará o seu, deixa-o partir e ora por essa alma.



A maior tristeza de um peregrino é sentir ao longe a face do Pai, desaparecendo no horizonte das suas orações inúteis, sim inúteis porque pedimos e não sabemos pedir.



A oração não é uma chave que abre o coração do Pai, é mais do que isso, é a sombra do Pai fazendo-se vida em nós, insuflando-nos divindade.

A oração não é um monte de palavras, ela é antes disso a terra , a nossa alma que ferida pelo arado do Pai, o amor, que grita no silencio do nosso coração.

sábado, 1 de outubro de 2016

esperar no Pai...





É o Pai quem constroi o caminho, a nós apenas nos pede que ajudemos e caminhemos ao lado uns dos outros amparando.



Quantas vezes clamamos por ajuda para alguem perto de um altar de um santo e o Pai está sussurrando aos nossos ouvidos:"Flho tens a solução, anda ajuda-o tu"! 


Por vezes precisamos saber calar e esperar no Pai, o tempo logo nos dará respostas e resultados.

A revelação chega após esse processo da procura, e o crer é uma das portas para chegar não a única, filha. Processo=Revelação e procura e o crer=ferramenta da santidade.

Naturalidade no teu olhar e no teu falar, as areias teológicas são mais pedras de tropeço, que ajuda.

Deixando alguma possibilidade de o homem descobrir a eterna possibilidade da santidade em si mesmo, na filiação divina "sois deuses".

Ora e espera, verás frutos logo que o Pai o deseje, sim.

Todo o renescer é dor, recorda é como um parto, cada vez que ajudas uma alma a encontrar o seu caminho dás à luz um filho novo aumentando a familia dos céus.

Batei e ... Buscai... pedi e dar-se-vos-á.


Esquecemos demasiado depressa o primeiro santo da cruz, o ladrão, mas ladrões somos todos porque roubamos a possibilidade de outros encontrarem o amor, ao escondermos a alegria da ressureição nos nossos rostos, recorda tantos quando saem da eucaristia. Vêm de uma festa e parecem vir de um enterro...Perdoa-me a rudez.


Não temas nem chores a tua fraqueza, recorda que na fraqueza somos fortes, se nela soubermos acolher e aceitar a ajuda do Pai, o problema maior é aceitar, entendes.

A revelação chega após esse proceso da procura, e o crer é uma das portas para chegar, não a única, filha.

Já perguntaste alguma vez ao Pai porque abraçou a humanidade na humandade do seu Filho? Talvez não temas assim tanto a tua humanidade, és filha do Pai recorda.



Pai Santo, acolhe e ama como só Tu sabes a todos.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

a fogueira da ira

Atirar lenha para a fogueira da ira apenas trará mais dor e amargura ao nosso meio, peço em nome do Pai que aquietemos os corações e amemos mesmo aqueles que nada nos aproxima dos nossos corações.


quinta-feira, 18 de agosto de 2016

desertos da alma





Que a brisa que o vento dos desertos da alma trazem até cada coração aqui presente aqueça a vossa presença, amados no Pa.i



Mas no silêncio, o amor é a única saída para encontrar o Pai que te espera no caminho da alegria.




A alegria é irmã da tristeza, como poder deixar orfã uma delas! abraça ambas verás que saberás caminhar melhor.



Se uma mãe não depositar a sua inquietação no coração do Filho que ama, igual ao amor que tem por ti, onde ficará a misericórdia do Pai? Ama isso te basta, assim serás mãe também de orfãos do amor

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Salmo 139

Comentários ao salmo 139

vs.1 “Senhor, Tu me sondas e me conheces”, pois vives em mim mesmo, És parte de mim e eu sou parte de Ti. Somos essência igual, em partes diferentes como tão bem pintaste na tua mão de pintor da criação, e a moldura que escolheste para me colocar foi  este meu corpo, matéria aproveitada na Tua criação. ”O Senhor Deus formou, pois, o homem do barro da terra, e inspirou-lhe nas narinas um sopro de vida e o homem se tornou um ser vivente.(Gen.2:7)”..... “Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?( I Cor.6:19).

vs.2 “Sem que haja uma palavra na minha língua, eis que, ó Senhor, tudo conheces”, Porque o Espírito Santo vos ensinará, naquela mesma hora, as coisas que deveis dizer.”(Lucas 12:12). Sim, quando falamos com o Pai e Ele nos fala, a linguagem só pode ser a mesma, a linguagem escrita no Espírito Santo que nos consola e ajuda a dialogar com o Altíssimo Omnipotente, permitindo assim o entendimento, “Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis.”(Rm.8:22). O Pai fala ao mesmo tempo connosco, numa só voz, somos ambos gemidos inexprimíveis de Pai e Filho que se tocam e  sentem a necessidade do Toque.

vs.7  “Para onde me irei do teu Espírito, ou para onde fugirei da tua presença?” Presença que esconde o Rosto para que apenas se possa ver a Face nela reflectida, a Vida, que existe sem necessidade da eternidade porque ele é a fonte da própria vida. E as nossas fugas não podem encontrar repouso nem esconderijo na própria vontade, porque a vontade em si mesma já não existe, diluída na liberdade da escolha de filhos iguais: Se ele chamou deuses àqueles a quem foi dirigida a palavra de Deus, e a Escritura não pode falhar” (João 10:35). Então porque fugir do Abba-Paizinho? Porque esconder-me, se Ele me carregará sempre nas suas mãos, para que onde eu queira ir, Ele me ajudará a chegar, mesmo contra a sua própria vontade, não violando a liberdade que ofertou, jamais. 

vs.11-12 “Se eu disser: Ocultem-me as trevas; torne-se em noite a luz que me circunda; Nem ainda as trevas são escuras para ti, mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa.” “De novo, lhes falava Jesus, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida.”(João 8:12); a VIDA exactamente isso, o sopro que recebemos, a luz e as trevas ainda que existam aos olhos dos filhos do Pai, e ainda que só se enxerguem esses elementos na nossa caminhada, abraçados nas suas partículas,  somos como reflectores da luz, por vezes embaciados pela dúvida e a fraqueza que não deixa enxergar bem a claridade do dia. 

Vs.16 “Os teus olhos viram a minha substância ainda informe, e no teu livro foram escritos os dias, sim, todos os dias que foram ordenados para mim, quando ainda não havia nem um deles.” Sim Pai, eu sei e sinto no meu coração de homem que sou ainda na caminhada do Todo, que me completarás e aperfeiçoarás como filho, por isso ainda faltam os dias que escreveste, para que a tua obra fique completa .


vs.23 “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos” até ao ENCONTRO, em que finalmente não mais chorarei a ausência de um Pai, de um Filho e do Espírito Santo que abraçarão a minha existência e sejamos agora os quatro, um TU que se abraçam Eternamente.



quinta-feira, 19 de maio de 2016

...escalando passo a passo...






Não precisamos buscar a noite que envolverá a alma, todos temos impresso na própria alma a hora do ENCONTRO, apenas podemos adiar ou não, depende da caminhada na graça ou no deserto.

Precisamos segurar com firmeza as mãos nas escarpas da PALAVRA, escalando passo a passo a montanha da Fé, que ora nos acolhe em períodos de luz, ora nos acolhe em períodos de trevas.


Monte e vale, a temperatura dos que caminham e caem, não porque o Pai coloque barreiras entre Ele e os que o desejam abraçar, mas porque sempre buscamos assentar arraiais e montar as nossas tendas, como os díscipulos, ao invés de apenas contemplar a grandeza do Pai.

terça-feira, 17 de maio de 2016

Ainda que o sol brilhe...


Por vezes, ainda que o sol brilhe sobre os caminhos, surgirão repentinamente vindas do escondido das montanhas que escalamos, essas "filosofias das respostas prontas e seguras", as nuvens densas e carregadas de tempestades que nos provarão a impermeabilidade da Fé que veste a nossa vida.


Escalar a montanha da Fé, plena de trilhos inseguros e desconhecidos, exige do escalador o desapegar-se de todo o peso que transporta consigo, toda essa carga das dúvidas, das palavras, dos gestos inúteis, que nos farão tropeçar e resvalar pelas ravinas da dor e morte, se a carga for demasiado pesada.

domingo, 1 de maio de 2016

Palavra, reflexo do Amor..

Recordai a Igreja primitiva, as origens, sempre teremos que voltar ás origens para recomeçar de novo a caminhada dos Apóstolos,na unidade, na partilha, num só coração e uma só alma, ai está o começo da caminhada.

A Primavera da Igreja, será uma realidade, sim, mas na diferença, no oposto de todas as nossas expectativas. O Pai escreverá os trabalhos do novo concílio será um tempo de romper os tabus das teologias que nos fazem afastar mais do Pai que aproximar.

 O conhecimento de Deus, sim, podeis alcançar mas sempre na humildade da escuta e jamais no ser primeiro, na palavra e nos actos, expectativas da alma sim isso, respirar o Espírito santo será o oxigénio dessas salas da alma do concílio.

O momento chegará, em que inevitavelmente teremos que acolher os diferentes, escutar os diferentes, sentir os diferente, descobrir os diferentes, pois nos diferentes o Pai interpela e acolhe, sim acolhe a palavra das nossas almas.

Sabem, será no espelho das nossas próprias desculpas que começaremos a descobrir que tudo será atirado para o lado e recomeçar de novo. Sim, doloroso mas necessário a um novo começo.
Ideia e ser, presupostos que chocam na essência do Infinito da Presença.

Tudo se reduz ao Eu que concentra a ideia, o objecto e a palavra que anuncia os gestos. Deus É e isso basta para o diálogo da alma.

Deus fez-se homem para dialogar no real do abstracto da ideia dos homens.Aí a palavra fez-se clara e ajudou a caminhar.

Palavra, reflexo do Amor no encontro dos olhares humanos e do Eterno EU que se aproximou em Jesus Filho.
Tudo se resume ao AMOR primeiro suspiro da alma no sopro da Palavra.


Tudo se resume ao Amor, ainda que as construções dos castelos das guerras das palavras , procure conquistar o espaço de Deus.




quarta-feira, 13 de abril de 2016

Que o Pai acaricie a tua alma hoje...




Brota apenas da minha alma a alegria de seres meu irmão, o Pai sorri para ti.

O teu sorriso me basta o Pai espera por ele, força, coragem na caminhada.

Pedes ao barro que aprenda de ti a humildade do silencio, ora, ora para que juntos abracemos com a força do abraço do AMADO.

Tempo de plantar e tempo de abraçar, tempo de rir e tempo de chorar, choremos agora o silencio do AMOR em tantos corações do nosso silencio.

O frio e a fome do AMOR já está aqui nesta sala a ser enxugado pelo manto da MÃE.

Ouvi o teu grito, só q o rosto do Pai colocou-se à tua frente espero que consigas beijá-lo hoje e espero a tua palavra diz.

Se não abraçarmos a cruz é bem difícil entender, mas olha, nesse jorrar o Pai tranforma cada um de nós em perolas quando essa água da sua graça cai em nossa alma diariamente.

Então entra ,o único bilhete q tens q pagar para a festa do Amor é amares, amares até não puderes mais e então o Pai substitui-te.

Posso ficar aqui e abraçar as almas? Posso?.

Vou ver se consigo abrir mais os braços para abraçar, ui ajudem-me o Pai precisa da vossa ajuda.


Sempre que posso, embora o silencio que abraço fosse o caminho que gostaria de seguir mas o Pai lá sabe o porque, eu tenho que abraçar em nome dele.

Que o Pai acaricie a tua alma hoje.

O homem mesmo que se sinta seguro,não é mais do que um sopro, só Deus basta.


As diferenças da caminhada até ao Pai não impedem que a união das almas esteja presente no Encontro, também amo muito, os irmãos que caminham outros caminhos.

A alma simples encontra no Pai a sua alegria e refúgio.

Já temos um cantor do Pai para nos revelar o grande amor do Pai em cada vida aqui presente, entra e canta passarinho de Deus.

Quando o nosso Deus nos chama, cabe a nós dar uma resposta, por isso irmãos amados entreguem-se a Jesus neste momento.

segunda-feira, 28 de março de 2016

Como podes...?

Como podes escutar a linguagem da dor, se os seus braços, que são as lágrimas que escorrem pelo rosto dorido do teu Irmão, não tocarem no teu coração   ?

Como podes abraçar a dor se ela se esconde no teu próprio rosto escondido, porque não desejas enfrentar o teu próprio caminho da renúncia da capacidade do receber ?

Como podes falar ao teu próprio coração se o desconheces em ti próprio ?

Como podes caminhar ao encontro do outro teu irmão, se ainda não te encontraste a ti próprio ?

Como podes amar se não te deixas amar pelo Outro que te oferta o Amor ?

Como podes sustentar o ombro dos feridos se tu próprio ainda não curaste a tua própria ferida no bálsamo do perdão ?


Como podes sentir o beijo do Pai no teu rosto se Lhe recusas a face no orgulho ferido das respostas que desejas mas não encontras?

sábado, 19 de março de 2016

Diz o que te vai na alma...



Diz o que te vai na alma, para que o coração não possa silenciar a dor, assim outro ao teu lado poderá te estender a mão e ser teu amigo. Tenta, não tenhas medo. Ambos caminhamos, e cair não é morrer mas apenas tocar o solo da nossa fragilidade humana.

Amém... coragem estendo a minha mão para encontrar a tua meu Amigo e Irmão. Permite-me colhê-la um pouco para que aqueça o teu coração através do toque de ambas.

Se desejares...diz o que te vai na alma, para que o coração não possa silenciar a dor, assim outro ao teu lado poderá te estender a mão e ser teu amigo. Tenta, não tenhas medo. Ambos caminhamos, e cair não é morrer mas apenas tocar o solo da nossa fragilidade humana.

domingo, 13 de março de 2016

Vivemos com os pés na terra...




Pomba da Paz, vivemos com os pés na terra, com todas as nossas misérias, e isso não deve surpreender-nos. As montanhas e os vales são uma constante, o importante é caminharmos sem recuos o Pai estará dando o empurrão.

Momento de paz...



Momento de paz, sim a paz que tanto buscamos está já em nós, basta apenas escutar os murmurios da voz dos oceanos da misericordia do Pai. 

quinta-feira, 10 de março de 2016

Quem poderá...


Quem poderá resitir à loucura do amor do Pai que suavemente, acaricia o teu rosto e deixa nele a marca da santidade. 


Resta-nos o noso próprio gesto que fará levantar os rostos caídos, e sabes qual é? Um olá, bom dia , isso te basta para alegrar um coração.

Filha, confiar e recostar o noso coração inquieto no colo do Pai que acolherá a nossa inquietude sim .

Vai em paz, eu te abençoo em nome do Pai que te ama, do Filho que te guarda e do Espirito Santo que te guia .

Escuta, se podes escutar um monge ultrapassado no tempo! onde quer que estejas ou onde quer que vás, fá-lo com todo o teu coração, o resto deixa que o Pai ali estará para te ajudar e acolher, sim voa livre, pardalito do Pai .

domingo, 6 de março de 2016

Salmo 21

(imagem da net)

Salmo 21

O Senhor é o meu Pastor
Nada esconderei em meu coração
Para que Ele veja por onde caminham meus pensamentos
E saiba que sou um filho a transbordar de sonhos desejados
Até que se complete em mim o maior deles
Ser erguido nos Seus braços santos
E receber dele um beijo e uma carícia eterna no rosto
Deste filho que chora a ausência do Pai que ama ardentemente


Deitar-me faz em verdes prados
No meio dos desertos que assolam a minha caminhada
E guia meus passos a fontes abundantes
Saciando a minha sede de filho 
Servidos pelas mãos de todos os seus filhos que comigo caminham
E foram transformados em vasos sagrados 
Para que a água do perdão jamais seque nas fontes da partilha
E o amor morra por não ter fontes onde correr abundante
Todos os corações humanos 


Guia-me mansamente a águas tranquilas
Onde navegam as barcas silenciosas
Todas essas orações construídas junto aos sacrários
Esperando aportar definitivamente nas praias
Onde o menino da areia segura um coração grande
Que voa livre nos céus da Graça infinita
E deseja aterrar eternamente

Em cada coração que te chama Abba-Paizinho

sexta-feira, 4 de março de 2016

direito de filiação...




Pomba da Paz, o teu lugar á mesa do Pai espera, não peças as migalhas se o direito de filiação no pai, já te faz uma Irmã de Jesus na totalidade.

flores dos átrios...


Se o barro pode embelezar a tua vida com as flores dos átrios do Pai, que são as graças divinas, então aceita esta presença humilde, alma que abraço no Pai.


verdes prados...

Na margem dos rios da eternidade do Pai, os pardais poisam para semear as sementes, que formarão os verdes prados do Pai para o acolhimento.


quarta-feira, 2 de março de 2016

Esperar...






Acolhe-te no silêncio da Mãe de Jesus, ao pé da cruz, certamente que ai encontrarás a fonte que te saciará a sede do silêncio que germina em ti a palavra.

Amor, sim AMOR ,que não me largas nunca… minha alma coloco no teu peito, Jesus.

Procuramos o caminho para abraçar, e a partida está no ENCONTRO de ambas as almas que se dialogam na comunhão dos santos.

Pode começar na tua alma e acabar no rosto do Pai como queiras, alma que abraço.

LOUVADO seja o Pai que acolheu aqueles que choram, a multidão dos desabrigados do Amor e da misericordia infinita Louvado seja o Pai.

Perdoa-me sou ignorante na matéria só sei abraçar no Pai pode que alguem mais te possa ajudar um beijo no Pai.

Esperar no Pai ,isso esperar tudo é graça esperemos, sim.

O amor colhe ou oferece na nudez da dádiva.

Entrega essa oferta ao Pai. Ele acolhe as nossas palavras e os nossos pensamentos eternamente.
:
A poeira das nossas orações e suplicas por esse pardalito está ainda colada ás suas roupas de santo, oraremos , precisamos orar mais por ele.

Agarra as suas mãos com força, o Pai está começando a amar através de ti, alma que abraço.


Sinto que as vossas mãos estão agarradas ao peito do Pai, trepando até ao seu rosto que deseja beijar-vos. Força coragem o momento da graça está perto, coragem.